terça-feira, 20 de agosto de 2013

Relato sobre Jovens Negras, seus Cabelos Crespos e suas Opiniões!

Oi minha gente, tudo bem???
Bom...Muito bom.
Hoje acordei disposta a fazer este post que já havia planejado por alguns dias.
Primeiramente, sou jovem, negra, e tento manter minha mente aberta pra alguns assuntos, inclusive no que se refere a raça...Sei pouco, bem menos do que deveria e/ou gostaria...
Mas por fazer parte, me sinto no direito de expor meus pensamentos...Não sou militante, admiro quem o é, e defende sua causa com bases sérias e etc...É o caso de um blog que conheci um dia desses, fiquei admirada com a posição determinada das blogueiras, com a convicção com que defendem suas ideias, são mulheres negras, inteligentes e que em algum momento da vida já enfrentaram preconceito por serem quem são.
Li alguns de seus textos, e muitos deles sugerem a aceitação do cabelo crespo, sugerem assumir a "crespura" que a gente tem, honrar a raça e coisa e tal.
Eu aliso meus cabelos, por muito tempo, muito tempo mesmo, eu era pequenininha, tipo uns 8 ou 9 anos quando comecei! E nunca, jamais me passou pela cabeça que ao fazê-lo estaria negando quem sou, ou tentando me "esbranquiçar" ou "enbranquecer".
Mas vi ideias bem extremas com relação a isso pela internet, então decidi perguntar para minhas amigas, jovens, negras, lindas e inteligentes, o que ELAS pensavam deste assunto...Já que cada qual possui seu próprio estilo...E este é um assunto sério, a ser discutido.
Elaborei algumas perguntinhas básicas, e pedi que respondessem a vontade, com suas verdadeiras opiniões, são cinco questões, e seis participantes sensacionais!
(pode ser que o post tenha ficado meio extenso, mas as respostas são bem dinâmicas...! Vale a pena!)
Questões:
1. Você já enfrentou preconceito na infância, pelo fato de ser negra? Já criticaram a forma com que você usava o cabelo, ou sua textura?
2. Algumas dessas situações de infância influenciaram no modo como você trata teu cabelo atualmente? Já usou química? Alongamento?
3. Essas situações influenciaram no modo com que você enxerga a raça negra, tua raça, agora?
4. Qual a sua opinião sobre meninas/ moças/ mulheres de raça negra que costumam fazer chapinha, progressivas e afins? Você acha que ao fazê-los, traem suas raças? (Pode se empolgar pra responder essa questão número 4!)
5. Algum conselho profundo pra nossa geração, como jovens negras que somos? (vale frase inspiradora, também!)
RESPOSTAS:
Darla Djulian, 23 anos, Cantora.


"1. Simmm, sofri bastante. Chegava em casa chorando por ser negra de cabelo duro- piadinhas de colegas de escola - eu usava trança era diferente das outras crianças.
2. Bomm!! em uma época sim, fiz progressiva porque todo mundo falava que liso era melhor e tals, vários relaxamentos pra ver se o cabelo ficava liso, como todo mundo, achava que liso era sinônimo de beleza.
3. Hoje eu enxergo de outra maneira a raça negra, vejo que temos nosso estilo, diferente! Hoje não só negros, mas brancos estãoo adquirindo black power, os cachos, turbantes e assim vai...
4. Têm garotas que gostam de cabelo lisooo, lambido, kkkkk! Mas mano!! Têm outras que usam só porque acham que não vão ser aceitas pela sociedade; o que importa se vc sentir bem com seu estilo de cabelo? Pára de ficar colocando moral nesse povo que se mete com teu mega hair, (kkk) temos que ser nós mesmas! Bommmm sou chegada em "negos" e, hoje até eles gostam mais das "negas" que se assumem...Com seus cabelos duros, cacheados, com mega hair...
5. Como mulheres negras, devemos ser nós mesmas, sem sermos influenciadas! Todos nóss temos nosso jeito, estilo, modo de falar e assim vai..,O importante é nos aceitarmos do jeito que somos, seja você, mesmo que todos digam que nao gostam, olhe no espelho e veja: 'estou bem gata, maravilhosa"...E sai arrasando com seu cabelo sua cor e seu sorriso..."

Sarah, 24 anos, Publicitária


"1. Ah, tipo assim, de vez em quando, via que algumas pessoas olhavam torto pra mim na infância/adolescência, aí não sei se é porque sou negra ou porque meu cabelo era duro. Então fica no ar essa pergunta! Eu fazia relaxamento no cabelo e ainda deixava-o lotado de creme. Não saía de casa sem molhar o cabelo. Pra mim, sair de cabelo seco era como se não tivesse tomado banho. É claro que eu recebia críticas... Elogios também (elogios falsos estragam as pessoas, então acho que foi por isso que demorei mais pra mudar o visual).
2. Então, acho que a pergunta anterior responde um pouco. Pelo fato de ter o cabelo um tanto armado, comecei a fazer relaxamento. Resolveu o problema do efeito armado, mas a questão de “ficar mais bonito” não resolveu tanto. Anos depois, entrei na faculdade... O pessoal sempre dizia que meu cabelo ficaria muito legal se eu assumisse o afro! Fiquei um tanto com receio, porque achava bonito em algumas mulheres negras da TV, mas não sabia que se combinaria com meu estilo. Relutei um pouco, e uns 3 anos depois, cortei bem curto e comecei a assumir aos poucos. Foi uma mudança radical, mas recebi muitos elogios. Quando fiz luzes e inovei ainda mais, os elogios redobraram! Acho que posso dizer que me encontrei. Só fico imaginando como é ficar velha e com cabelo armado. Será que fica legal?
3. Situações como preconceito e até mesmo a influência da mídia, fazem com que as mulheres optem por usar progressivas, chapinhas e afins. Tudo isso muda muito a forma como nós mesmas nos enxergamos, acho que a visão de beleza foi deturpada por conta disso. 
4. Antigamente, ter cabelo armado era sinônimo de relaxo. Hoje em dia, é cool, é style, é motivo para dar inveja em qualquer pessoa. Então, não há porque continuar se escondendo atrás de tanto tratamento, chapinhas, progressivas etc pra ficar bonita. Dá pra assumir e ser feliz numa boa. Só se o cabelo for daqueles que parecem um bombrilzinho, aí a química está liberada HAHAHAH.
5. Negada, nós temos o poder na cor, na voz (eu não tenho, só na risada mesmo), nas atitudes, estilos... Vamos explorar isso ainda mais, vamos no arrumar ainda mais e parar de achar que as loiras são melhores que nós. Somos todas iguais, mas muitas vezes nos colocamos um pouco lá embaixo, sem querer."
Denise, 25 anos, Analista Administrativa
"1. Pra falar a verdade, de vez em quando ouvia um “neguinha do cabelo duro” aqui ou ali, mas, nunca sofri preconceito por ser negra. Pelo menos nunca falaram na minha cara, mas algumas vezes algumas brincadeiras veladas davam a entender o racismo.
2. Ah, claro que sim! Mas nada que fizesse eu me sentir inferior... nunca! Eu sempre quis ter um cabelo que pudesse usar um rabo de cavalo e ele ficasse se mexendo, ou poder usar solto todo molhado e enroladinho... tudo isso influencia, claro! Uma vez minha tia chegou em casa com o cabelo (que era tuím de verdade!) alisado! Ficou lindo! Aí percebi que tinha jeito pro meu dilema! Hahaha! Foi aí que minha mãe começou a usar “Tóin” (creme de permanente afro) no meu cabelo e das minhas irmãs; mas por medo de sermos alérgicas, ela acabava passando bem pouco. O suficiente para deixar penteável (segundo ela). Mas não dava nem pra deixar solto, porque ficava uma vassoura! Uma vassoura penteável!
3. Não... muito pelo contrário! Isso me faz ter um orgulho danado da raça que eu sou! Até porque, na minha opinião, somos a única raça que dá pra alisar, enrolar, espichar, escovar o cabelo e se quiser, é só cortar tudo que ele nasce todo crespo de novo, não é uma maravilha? Hahahah! Acho muito legal ver diversas mulheres negras e cada uma com seu estilo e modos de usar o cabelo que se tornam únicos e mesmo que outras pessoas usem, acabam ficando diferentes. A mescla de opções é muito grande.
4. O quê? LÓGICO QUE NÃO! Tá me zoando? Se fosse assim, eu tava frita, porque faço tudo isso aí... chapinha, escova, aliso, relaxo e o escambau! Como assim? Quer dizer que se você alisa o cabelo você tá traindo a raça? Quem disse isso? Só eu sei o quanto custa deixar o cabelo arrumado, não importa a forma. Até porque o cabelo crespo requer cuidados! E não é porque eu aliso, que traio minha raça! Minha cor de pele expressa isso muito bem! E não é porque sou negra que tenho que ficar por aí andando com o cabelo crespo sendo que tenho a opção de “facilitar o pentear”! Acho lindo quem deixa o cabelo crespo, ao natural... e cuida!
5. Uma frase inspiradora? Ah... seja você mesma! Não se inspire em modinhas... arrume o seu cabelo da forma que você se sinta confortável. Sei que contradisse o que disse na pergunta anterior mas, é a minha opinião.
Mas esse conselho é o que vai valer pra você! Tenha sua personalidade e use o seu cabelo da forma que achar melhor! Esse fator de alisar é trair a raça não está com nada! Isso sim é que é racismo! A vantagem do cabelo crespo é essa: não gostou do alisamento/relaxamento/aplique? É só deixar crespo de novo! E cuidar, obviamente!"
Cinthya, 24 anos, Jornalista


"1. Se já? Orraaaa!!! No jardim de infância quando tinha festa junina as crianças escolhiam seus pares e sempre sobravam eu e mais duas crianças na sala, e advinha, os únicos negrinhos da sala. Os meninos me chamavam de pompom ou de bombril, e isto foi até uma parte de minha adolescência. Uma vez bagunçaram meu cabelo na sala de aula na frente de todos e comecei a chorar. As meninas viviam perguntando porque eu não soltava o cabelo e se achavam melhores do que eu só pelo fato de terem cabelo liso. Como eu era bocó naquela época não falava nada. Mas hoje eu diria: Sou negra e meu cabelo é bombril sim, e daí? Algum preconceito? Vou te denunciar por racismo!!! Rs...
2. Sim! Sempre influenciou! Por mais que hoje em dia as coisas mudaram, não consigo usar meu cabelo natural por muito tempo. Acostumei com ele escovado! Embora não me importe mais, antes eu tentava esconder que ele era crespo (Como se isto fosse possível), mas hoje em dia uso escovado porque gosto mesmo. 
3. Não! Confesso que quando era criança, achava que as meninas branquinhas eram melhores e não gostava muito de pretinhos. Mas eu amo a minha cor, acho lindo homens negros e por aí vai! kkk
4. Normal! Eu sou meio do contra neste quesito, tem uma negada aí que acho que gosta de se aparecer e usa black power só para pagar de estilosa, não todas, mas tem muita nega besta que fica postando “Em terra de chapinha, quem tem cachos é rainha”, eu acho que cada um usa o cabelo do jeito que quiser... rsrsrs... Falou a revoltada agora!
5. Seja sempre você e nunca tenha vergonha de quem é... As pessoas que são racistas são ignorantes e a vida é uma roda gigante, todas aquelas meninas e meninos que me zoavam na época de escola hoje estão todos feios e gordos... hahaha... Zoeira! Assim como todas as outras raças, merecemos respeito. Devemos assumir quem somos e impor respeito, independente de tudo! Ame-se, Cuide-se, cada um tem uma beleza diferente, independente da cor ou se o cabelo é crespo ou liso."
Pâmela, 19 anos,  Não estou a fim de identificar
"1. Sim já ... Olharam com cara feia .. Perguntaram pra minha mãe "porque o cabelo dela não é normal igual o meu?". Mas a vez que mais me marcou foi na 2º série do fundamental, eu estava com o cabelo cheio de trancinhas, aí um moleque me chamou de Medusa! Falou que eu era igualzinha... até a cor dela meio suja... Me atormentou ..Fomos parar na diretoria e ele levou advertência porque estava fazendo piada comigo. 
2. Já criticaram falando: "ah faz progressiva... Permanente...Relaxamento...". Se eu usava chapinha, falavam que era melhor não porque acaba com o cabelo... se eu usava cachos, falavam que não porque gasta muito e cachos são muito trabalhosos, se eu uso alongamento falam que é estranho porque é um cabelo preso no seu, e perguntam se eu lavo (claro que lavo é normal como qualquer cabelo) sabe? (e dizendo indiscretamente que não aprovavam.) Na infância não entendia porque várias meninas tinham o cabelo liso que nem conseguiam usar presilhas e o meu ficava praticamente preso sozinho (hsauhuas) e elas queriam ter um igual ao meu...Eu só falava “não reclama de ter cabelo liso, você pelo menos não sofre pra pentear e não fica com os olhos puxados por causa das tranças!“ Isso influenciou no modo de tratar meu cabelo me preocupava mais... Usei química várias vezes, relaxamentos...progressiva, mas não curtia... me ENCONTREI no aplique, alongamentos ...Cara, a melhor coisa que me aconteceu!
3. Sim...Mostram que, independentemente do que você faça no seu cabelo uma coisa é clara, se seu cabelo é de negra...difícil de lidar (kkk) filha, ele sempre será assim na Raiz (uhuahsuhasha). E sem dúvida chamamos atenção por usarmos cabelos diferentes ... Hoje vejo a raca negra como um referencial e até entendi o que várias gurias me falavam na escola “aiii queria ter o cabelo igual ao seu”, ter um cabelo de negra é difícil mas, cara nós podemos variar pra caramba!
4. Bom não acho isso uma traição...Minha mãe me falava isso, que eu tinha que ousar porque sou negra e tinha que assumir minha cor, mas eu particularmente discordo! Penso que ser negra está no sangue, e cara seu cabelo é um acessório pra mostrar sua negritude... E cada mulher sabe qual com qual cabelo se sente melhor...!
5. Seja você mesma... De chapinha. De cachos ..Careca... Com black power seja o que for, mas mostre sua essência. Até porque, antes do nosso cabelo vem a nossa cor...Vamos honrar a nossa raça linda...Cobiçada... E única!"
Deise, 25 anos, Assistente de RH
"1. Sim. Musiquinhas como “nega do cabelo duro...”, hunf! Eu me sentia feia (não que eu seja bonita agora, mas... enfim!)  Se já criticaram a forma que e usava, não tenho conhecimento ou não me lembro.
2. Creio que sim. Sem contar o terror de usar o TEMIDO Yamasterol... tenho calafrios só de pensar. Já alisei e relaxei, somente.
3. Não. Eu tenho orgulho de ser negra! Eu considero as pessoas negras como fonte de inspiração para muitas coisas no mundo... música, moda, estética... Somos adaptáveis à qualquer situação, em qualquer ambiente... moldamos à nossas necessidades. Resumindo: SOMOS DEMAIS!!! (a convencida... kk)
4. Eu sou uma das moças que usam chapinha, progressiva e afins.. então só posso falar por mim: eu utilizo porque não consigo cuidar do meu cabelo crespo (e não tenho paciência, também! HAJA YAMASTEROL... BRR). Eu me sinto mais bonita. Não penso que estou ‘traindo a raça’...Eu admiro as meninas que decidiram utilizar o cabelo crespo, não acho nada ‘original’... acho lindo, mas não tenho coragem de utilizar o meu assim. É uma questão de escolha.
5. Ai gente, nós somos demais! Somos LINDAS e fazemos parte da única raça que pode diversificar a ‘juba’ e ainda assim permanecermos originais. Como disse anteriormente, somos adaptáveis! Use o cabelo da forma que você quiser (HIDRATADO PELOAMORDEDEUS!!!), use a maquiagem que você quiser (você vai arrasar do mesmo jeito, pinta a boca de azul e ainda assim... DIVA!!!).Enfim... sejam originais! Do seu jeito... continue linda e DIVA!!!"

Ufa!
E eu? Eu já fui chamada de macacona, já riram das minhas trancinhas, e já ficaram sem-graça em minha presença porque fizeram uma "piadinha de negro" e eu estava lá, olhando pra eles com olhar assassino!
Eu aliso meu cabelo sim! E não aliso pela praticidade, não aliso porque a mídia me disse que deveria ser assim, hoje em dia, aliso porque quero...E acho desnecessário procurar justificativas pra uma decisão tão pessoal...
Teu cabelo na verdade, só ESTÁ ali, pode ser que um dia ele caia, ou você decida usar perucas...Mas tua raça NÃO VAI EMBORA! Não importam quantas químicas você utilizar, teu cabelo será crespo, e pronto, talvez um pouquinho "maquiado", mas crespo!
E vão me desculpar, mas não é porque esta história de "assumir" está meio na moda, que significa que quem "assumiu" valoriza de fato sua raça...Sua labuta e suas conquistas!
Como as meninas disseram acima, se aceitar como realmente é, e gostar do jeito com que você se vê no espelho são fundamentais...Ninguém precisa se deprimir porque não pode mais fazer isso ou aquilo.
O que te torna NEGRA, é a coragem de enfrentar um mundo racista todo santo dia, e no fundo, no fundo, se nós não impormos respeito com nossas atitudes, não há "pose de negão" que nos salve, amores. Sério mesmo!
Pois então, o objetivo deste post era exatamente este, apresentar as opiniões de quem sente na pele a responsabilidade de ser da raça negra, não importa quantos anos você tem, não importa se você já passou por mais experiências ou menos experiências...! Valorizar suas raízes é importante...Eu deveria valorizar mais...
Mas a "história do cabelo" paira num contexto muito mais profundo...
E se ninguém nunca compartilhou experiências com você, aproveite essas, e pese tudo! Crie tuas próprias opiniões...Porque se você não procurar saber, e se levar pelas ondas...
Amanhã não fará sentido...
Quer assumir teus cabelos! ASSUMA MESMO! Mas certifique-se de conferir teus motivos...Faça porque você tem consciência que este será um ato importante, não apenas para aparentar algo aqui, ou ali...Mas porque realmente possui significado!
E pra quem não é negro(a)...Vale a pena pensar com carinho, no efeito que alguns comentários infelizes causam nas pessoas!

Beijos, 
Thatá! ♥
(obrigada meninas!!!)

16 comentários:

  1. Respostas
    1. Oi Lilly obrigada por passar por aqui!
      Estou feliz com a repercussão deste post em específico!

      Beijos!

      Excluir
  2. Quando criança eu queria ter cabelos lisos, imagine, nasci negra, puxei a cor do pai e ele me deixou, ai fiquei cercada de gente branca, ou seja, tudo influência uma criança né, a gente que ficar parecido com quem a gente gosta, hoje eu detesto cabelo liso e ainda meti a tesoura pra ver se ficava black, não ficou, mas amo meus cachos! rsrsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu imagino que crescer rodeada de gente do cabelo liso é até inevitável, mas acho o máximo você ter assumido mesmo os cachos...Ainda mais com toda a influência contrária ao redor!
      Legal mesmo!
      Obrigada pela visita!
      Beijos!

      Excluir
  3. Thata Parabéns... adorei o post, embora não seja negra já ouvi de muitas gente, ai porque você não faz escova ou progressiva pra ficar com o cabelo liso? ... e a minha resposta é sempre a mesma EU AMO MEUS CACHOS ... e se você se sente incomodada com eles o problema é seu, não sou obrigada a agradar ninguém e nem andar de acordo com a ditadura da beleza que é um padrão inalcançável e que tem feito muitas mulheres infelizes.
    É isso ai meninas somos lindas, únicas e especiais ... assim do jeitinho que Deus nos criou.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai Jac, seus cachos são perfeitos...
      Eles não sabem o que falam!
      Hahahaha!
      Obrigada por comentar!

      Beijos!

      Excluir
  4. Nossa muito legal! Gostei mesmo! Não sou negro mas tenho o cabelo duro kkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahaha...
      Você também está apto a aderir o black power!

      Obrigada por comentar!

      Excluir
    2. Oi gostei muito do post!!! E na verdade eu acho horrivel essa discursão que as pessoas fazem qdo mulhres negras alisam o cabelo,mas não vejo a mesma discusão quando mulheres brancas cacheam o cabelo ou fazem tranças ou simplesmente pintam o cabelo,ninguem discuti sobre a raça delas. A beleza é uma questão pessoal e não para ficar discutindo o que faço ou deixo de fazer com o meu cabelo. e se aliso isso não quer dizer que estou negando assumindo a raça. Pra ser sincera não me sinto diferente de brancos ,negros , azuis, nao faço divisoes e me irrita quem o faz, pra mim somo todos iguais e se alguem disser pra mim que não sou eu processo e pronto, a lei me da esse direito. Se tenho ou não personalidade ou baixa autoestima pra isso tem psicologia e não uma galera de pessoas negras que nao alisam o cabelo e diz que assumiu a cor e tentam ditar como o restante das pessoas negras devem ou nao usar o cabelo. é por causa dessas pessoas que preconceito aumenta. desculpa ai o desabafo,mas pra falar a verdade isso não é nem metade do que gostaria de falar mas vou ficar por aqui mesmo bjs

      Excluir
    3. Nada a ver...acho que estas no lugar errado. O seu exemplo de brancas cachearem os cabelos...prq o problema da raça branca com a negra não está só no cabelo duro como chamam, mas tb na cor e se vc é branca...com certeza não sabe o que é ser negra. Só estando na nossa pele pra entender... Assim como vc eu não escrevi nem a metade do que eu penso sobre a doença da raça branca...racismo!

      Excluir
    4. Caro ANÔNIMO,
      Acho que você não leu o texto completo, ou não entendeu a ideia principal, ou ignorou.
      Sou negra, meu bem. Tenho cabelos crespos, pele escurecida e sangue afro correndo em minhas veias.
      É simples, o fato de você manter os cabelos naturais ou não, não determina especificamente que você honra a raça e respeita suas origens.
      Se você defende essa teoria, sinto muito, não é superficial assim, é muito mais profundo que isso.
      Tenho a liberdade de fazer o que bem quero com meu cabelo, minhas roupas e minha pele. Ninguém é obrigado a ficar preso a essa ideia de manter o cabelo natural para "não negar a raça", porque isso com certeza não é sinônimo de liberdade. Você apenas amarrado a uma outra imposição da sociedade.
      Sou a favor de cada um fazer o que quer.
      Essa é a ideia principal do post.

      Obrigada.

      Excluir
  5. Olá eu adorei o post.Sou estudante de cinema e estou fazendo um documentário sobre preconceito com nossos cabelos afros estou buscando depoimentos de meninas que já sofreram algum tipo de preconceito, gostaria de saber se alguém tem interesse de me enviar alguma depoimento( se quiser enviar foto ótimo, senão só o depoimento é suficiente. Assim que estiver pronto envio pra vocês darem um olhada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Isabela, muito obrigada por ler o blog! ;)
      Meu email é senhoritathaise@gmail.com , vou falar com as meninas participantes, e se elas toparem te mandamos tudo!
      Mas...Me passe a ideia geral pelo email, estou empolgada em participar também!

      Beijos, e obrigada mais uma vez!

      Excluir
  6. Olá Thaíse, eu também quero fazer relatórios na minha pequena cidade e gostei das suas perguntas, eu posso reaproveita las ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Thaise de Relatório vou fazer um documentário! Obrigada

      Excluir

Você pode comentar, se quiser =)